Medicina Materno-Fetal

RASTREIO
Um dos principais propósitos do rastreio pré-natal é melhorar a saúde materno-fetal diminuindo as taxas de mortalidade perinatal e infantil por causas evitáveis. Os testes de rastreio são um conjunto de análises bioquímicas e dados ecográficos que, sendo combinados, permitem estabelecer a probabilidade de uma determinada anomalia.

Atualmente estão disponíveis programas de rastreio de aneuploidias (Trissomia 21, trissomia 13/18, Defeitos do tubo neural) e de pré-eclampsia.

Desde 1999 que o fabricante que representamos disponibiliza os marcadores bioquímicos usados no rastreio de aneuploidias no 1º trimestre da gravidez, PAPP-A e freeβhCG, sendo o gold-standard nesta área.Mais recentemente iniciou-se o rastreio da pré-eclâmpsia, situação que afeta um elevado número de grávidas e que pode ser uma situação muito grave quer para a mãe quer para o feto. Este rastreio realiza-se no 1º trimestre da gravidez por uso dos marcadores bioquímicos PAPP-A e PlGF e de marcadores ecográficos.

PRÉ-ECLÂMPSIA
No decorrer da gravidez, a partir do 2º trimestre, é importante identificar aquelas grávidas que, com sinais de pré-eclâmpsia, estão realmente em situação grave e que necessitam de um seguimento mais próximo. Neste período da gravidez determina-se a PlGF e a sFlt-1, fatores pro e anti-angiogénicos, cuja razão, sFlt-1/PlGF, indica com bastante precisão um resultado adverso.

FLUORESCÊNCIA EM FASE HOMOGÉNEA (TRACE)
No equipamento KRYPTOR determinam-se os marcadores bioquímicos para:

Rastreio de aneuploidias:

  • 1º trimestre: PAPP-A, freeβhCG
  • 2º trimestre: AFP, freeβhCG, hCG, freeEstriol*, Inibina A*

Rastreio de pré-eclâmpsia:

  • 1º trimestre: PAPP-A, PlGF

Diagnóstico/prognóstico de pré-eclampsia

  • PlGF, sFlt-1

(*) – em desenvolvimento

DOCUMENTOS PARA DOWNLOAD

pdf-icon

The gold standard in prenatal screening

pdf-icon

Pre-eclampsia screening in 1st trimester of pregnancy

pdf-icon

Pre-eclampsia screening in 2nd and 3rd trimester of pregnancy